• Taís Fagundes

Por que dizem "MERECE" ao invés de "DE NADA"?

Você já parou para analisar o porquê de dizer OBRIGADA na hora

de agradecer?


[...] voltando as origens...


Quando alguém recebia um favor ou presente, era obrigatório retribuir. Logo, surgiu o “obrigado”, no sentido de “dever”. Por isso, quando alguém agradece é como se ficássemos devendo. Por cordialidade, na resposta se diz “de nada”, “imagina”, “não há de quê”... onde estou expressando: “de modo nenhum você é meu devedor”, “você não é obrigado a nada”.


Porém, além dessas frases já conhecidas, escutei mais de uma vez em terras Rio-Grandenses, alguém dizer “mereceao invés de dizer “de nada”.



- Qual é o valor deste arranjo de flor?

- R$ 30,00.

- Obrigada pela informação!

- Merece!


ou


Intrigada, fui entender mais sobre essa versão do “de nada” que usa a palavra "merece" em forma de agradecimento.


Minhas pesquisas demonstram que é um vocabulário peculiar da região de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Pelotas tem sua história econômica destacada pela produção do charque, que era enviado para todo Brasil e pela Feira Nacional do Doce (Fenadoce), ancorada por doces de dezenas de etnias.


Como o idioma é algo vivo, o “merece” se espalha por aí, influenciando as despedidas em um nível bem afetuoso e aconchegante.


Obrigado = fico-lhe obrigado...

sou seu devedor.

Merece = não se preocupa,

não me deve nada!


Fonte da foto de Pelotas: SEBRAERS



© 2020 by Taís Fagundes