• Taís Fagundes

Palavras do dicionário gaúcho

A força da cultura do Rio Grande do Sul criou um vocabulário específico, que carinhosamente denominamos como gauchês. Para os gaúchos é tão comum utilizar estes termos que somente percebemos que precisamos traduzir, quando falamos com pessoas de outras partes do Brasil.

Confira:


Palavras com função de caracterizar algo ou alguém

Atucanado: preocupado | Estou atucanado para entregar o relatório.

Balaca, balaqueiro: enfeite, enfeitado | Esta festinha está cheia de balaca.

Bucha: difícil | Essa situação de quarentena é bucha!

Ficar de cara: Aborrecido | Estou de cara com a minha prima.

Xarope: ruim | Que guria xarope essa. Só me incomoda!

Baixado: doente, acamado | Ele está baixado no hospital.

Palavras vinculadas a ação

Deitar o cabelo: fugir, sair, ir embora | Estou deitando o cabelo daqui (do lugar)

Dar uma banda – dar uma volta | Sinto falta de dar umas bandas por POA!

Em cima do laço - Com pressa | Estou em cima do laço pra chegar no médico.

Alcançar: palavra usada pedir alguma coisa, o mesmo que “me passa” ou “me empresta" | Tchê, me alcança o prato?

Sestear: dormir depois do almoço | Vou sestear agora.

Se arriar – tirar sarro, fazer graça | Que guri arriado!


Substantivos próprios do gauchês

Lomba - Ladeira

Pechada – batida, acidente

Quebra-mola – lombada

Sinaleira - farol, sinal, semáforo

Cacetinho – pão francês


Relacionadas a comidas ou bebidas

Talagaço - De uma vez só | Tomou o refri num só talagaço

Torrada – misto quente

Vianda – Marmita

Massa: macarrão

Xis – Sanduíche bem reforçado típico do RS (mais do que o hambúrguer).

Paleta - Costela

Churras, Refri e Super- diminutivos que se referem a churrasco, refrigerante, supermercado.


© 2020 by Taís Fagundes