• Taís Fagundes

Seja amável

COYOACÁN é um lugar tão lindo que eu voltaria lá umas quantas vezes. O México dos meus pensamentos estava com exatidão nas ruas por onde circulou Frida Kahlo. Caminhei e contemplei as casas coloridas, o mercado de artesanato e me deliciei com a fabulosa comida mexicana. A praça da cidade emanava alegria ao som das crianças brincando livres e isto me deixava em contato com a minha mais pura essência.


Quando se escolhe visitar um país, escolhemos imergir em cultura. Este processo natural é inevitável e belo de ver e sentir.


Na sequência do meu passeio, entre o deslocamento do centro da Cidade do México e Coyoacán, liguei o rádio para escutar um programa local. E uma frase me chamou a atenção:


SÉ AMABLE CON LAS PERSONAS MALAS.

SEJA AMÁVEL COM AS PESSOAS MÁS.


Refleti no instantâneo. As pessoas ditas 'más', narrada pelo locutor, são pessoas que não estão felizes, se sentem incomodadas com algo e não sabem como sair do ciclo vicioso da dor. Perceba que o povo mexicano é tão terno que indicava em linha aberta que deveríamos ser amáveis com as pessoas que talvez não nos tratassem bem, pois são elas as que justamente mais precisam de AMOR.


Ao aspirar aquele momento, finalmente entendi um aspecto importantíssimo daquele povo: a amabilidade instintiva. No México, pessoas desconhecidas com frequência me desejavam: buenos días, buon provecho, que lo disfrutes, gracias, usted es muy amable, buen camino e outras formas de expressão. O "ser amável" faz parte daquele contexto. É algo que ecoa vivo, é latente.


Sejamos mais amáveis com nosso próximo!

Nunca sabemos qual batalha nosso semelhante está lidando.


¡SÉ AMABLE

y

buen camino!